CONTOS E POESIAS

No processo de conscientização, utilizamos uma forma muito interessante que é escrever CONTOS e POESIAS idealizados e baseados em alguma emoção, algum fato histórico ou do imaginário popular, tentando levar o leitor a uma compreensão da questão sócio-ambiental e cultural, provocada pela singularidade da situação exposta.
Todos as poesias e contos que seguem (*) são de autoria do idealizador deste programa ambiental, muitos deles publicados em algum jornal, revista boletim etc.  Antonio Silveira R. dos Santos.

1. O Grito do Ipiranga: um grito sem eco? (conto)

2. O Marciano e o Patriarca da Floresta (conto)

3. Gaia e a História da Vida (conto)

4. O Médico e a Bela Paciente (conto)

5. Chegou, matou e ficou (conto)

6. Ah… se Lucy soubesse (conto)

7. A transitoriedade da vida e a solidariedade humana (conto)

8. De Jeca Tatú a Zé Ninguém (conto)

9. Criança feliz (poesia)

10. Fraterna Erechim (poesia)

11. Tributo à Raça Negra (conto)

12. Alegres golfinhos  (poesia) PDF

13. Cantiga do Mar (poesia)   PDF

14. Eu e o Mar (poesia)  PDF

15. Soneto a Paraty (poesia)   PDF

16. Soneto ao Carnaval (poesia)  PDF

17. Cidade cinza (poesia)  PDF

18. Soneto ao Mar (poesia)  PDF

19. Crepúsculo na floresta (poesia)

20. O caiçara (poesia)

21.Meu barco (poesia)

22. O rei do cangaço (poesia)

23. Soneto ao Lampião (poesia)

24. Soneto ao Corisco (poesia)

25. Soneto à Dadá (poesia)

26. Nosso “Padim” Cícero (poesia)

27. O azulão da Conceição (poesia)

28. A magia do mar (poesia)

29. Lua solitária (poesia)

30. A praia e o Anhangá (poesia)

31. Sací-pererê (poesia)

32. Vida de criança (poesia)

33. O tempo e o fim (poesia)

34. Motivação poética (poesia)

35. Gylmar goleiraço (poesia)

36. Barco de Pesca (poesia)

37- Tributo à ave (poesia)

38- Soneto  (poesia)

39- Protetores da floresta e os madeireiros

40- Frenético carnaval (poesia) PDF

41. O velho da montanha e a lantana

42- Eu e meu parque

43- Mendigo e a city

44- Soneto  (em comemoração ao dia do poeta-20-10-2105)

45- As árvores choram 

46 – Sabiá solitário

47 – O biólogo (verso acróstico em homenagem ao dia do biólogo)

————————-

(*) a relação não obedece ordem de criação e/ou publicação

—————————-

Contando uma Lenda:

O TUCANO DE OURO (região da Juréia-Itatins,SP, BR)

——————————-

Antonio Silveira: última atualização: 03/9/2016.

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos