Um aliado da ecologia

Há algum tempo atrás, folheando um jornal de grande circulação em São Paulo, pude constatar um fato que me levou a refletir sobre o emprego do caiaque como meio de locomoção e contemplação da natureza. A matéria, no caderno de esportes, era a respeito de um padre aventureiro, que navegava com seu caiaque pelos rios do interior do Estado e dava “aulas” de ecologia para as comunidades locais – um “bandeirante” dos nossos tempos.
O enfoque não era puramente esportivo e nem tão pouco um mero lazer. Aquele barco aparentemente “frágil” estava ajudando-o a desvendar um Brasil multifacetado, cheio de contrastes, surpresas e rara beleza. Apesar de toda a nossa disponibilidade fluvial e a potencialidade do nosso litoral, qualquer iniciativa deste nível é sempre vista com espanto e os seus empreendedores são logo taxados como malucos ou audaciosos
Num Brasil cortado por “infindáveis” rios, com um litoral privilegiado, uma paisagem diversificada e um clima relativamente ameno, a forma com que temos usufruído dos recursos naturais não tem sido das melhores. Em outras palavras, a fórmula do imediatismo e atendimento de massa tem deixado seqüelas irreversíveis.
Em países menos favorecidos geográfica ou climaticamente, existem diversas pessoas desfrutando os prazeres do Ecoturismo, que utiliza meios como o trekking, o montain bike, o mergulho e a canoagem, entre outros, para atingir seus objetivos. De forma ordenada e com baixo impacto ambiental, os ecoturistas vão descobrindo o mundo e tomando consciência para a preservação do meio ambiente.
Imagine uma estrada esculpida pela natureza … agora observe ao redor, sinta os aromas, aproxime-se mais … você está navegando por um rio! Quando se navega sem fazer barulho e sem poluir, torna-se fácil entrar em sintonia com o ambiente, para vivenciá-lo em toda a sua plenitude. Esse envolvimento começa a partir do momento em que se empunha um remo e se transforma força em movimento, fluindo ao ritmo da natureza.
Temos o melhor “quintal” do mundo, mas ainda não nos demos conta; temos a forma ideal para conhecê-lo, mas não aprendemos a desfrutá-la. Entre a canoagem olímpica de velocidade, a turbulência das águas brancas e o puro lazer, existe uma opção aos menos atletas mas não menos ávidos por emoção: a Canoagem Ecológica.
A Canoagem Ecológica não busca só o lazer ou a prática esportiva, mas o meio ideal de locomoção, integração e contemplação da natureza. Navegar por rios, lagos ou águas costeiras sem deixar rastros, sem compactar trilhas e sem causar erosão, mostram que a atividade é de baixíssimo impacto. Desta forma, podemos nos aventurar em busca do desconhecido com a consciência mais tranqüila. Aliando atividade física ao ambiente natural, nada melhor do que poder entendê-lo, para ajudar a preservá-lo às gerações futuras. É aí que entra em cena a conscientização ecológica.

Luis Vitor Hilsdorf -
HIKING Outdoor Adventures

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos

Warning: implode() [function.implode]: Invalid arguments passed in /home/storage/5/7c/30/aultimaarcadenoe/public_html/wp-content/plugins/wp-dynamic-meta-keyword-and-description-for-wordpress/wp-dynamic-meta-keyword-description.php on line 21