TURISMO DE OBSERVAÇÃO

Introdução
    Segundo a Organização Mundial de Turismo o turismo movimenta mais de US$ 3,5 trilhões anualmente, bem como é considerado por vários órgãos de pesquisa como um dos ramos de atividade que mais cresce no mundo, calculando-se que mais de 180 milhões de pessoas vivem direta ou indiretamente dele.
     Em vista de gerar interesses distintos, o turismo passou a segmentar-se em áreas diferentes de atuação, surgindo assim várias modalidades como:
- turismo cultural;
-  turismo religioso;
-  turismo esportivo;
- turismo de negócios
-  turismo infantil;
-  turismo da terceira idade;
- turismo gastronômico;
-  turismo rural; e
- turismo ecológico ou ecoturismo.
     O turismo ecológico ou ecoturismo vem se desenvolvendo muito nos últimos anos, principalmente em países que ainda possuem áreas naturais como o Brasil, por possuírem ainda muitas áreas naturais.

Turismo de observação
     O ecoturismo subdivide-se em várias modalidades como citado, mas dentre elas o turismo de observação merece destaque por ser uma das formas emergentes atuais que mais tem chamado a atenção dos naturalistas e ecologistas, pois sua prática envolve muitos fatores importantes para a preservação e estudos da ecologia.
      O turismo de observação é o segmento do ecoturismo onde o ecoturista vai para alguma área natural e passa a observar sua beleza, contemplando-a, ou especificamente algum ou alguns de seus elementos como as aves os mamíferos, como por exemplo as baleias.
      Esta forma de ecoturismo praticamente originou-se do chamado “safári fotográfico”, o qual iniciou-se por volta dos anos sessenta e é ainda muito comum, notadamente no continente africano onde a mastofauna permite melhores registros fotográficos. Todavia um dos fatores principais que propicia o desenvolvimento do turismo de observação, sem sombra de dúvidas é o aumento da conscientização ecológica com a conseqüente preservação de áreas naturais, propiciando campo e oportunidades para este tipo de atividade.
     As formas que mais vêm emergindo são:
- a observação de aves (birdwatching ou birding);
- a observação de baleias e golfinhos (whale watching); e
- a observação de paisagens (landscape watching).
Todas são meios muito interessantes de lazer e entretenimento.

A observação de aves (birdwatching ou birding)
     É talvez a mais antiga e mais difundida, sendo muito desenvolvida nos EUA, Inglaterra, Alemanha, Espanha e Japão, calculando-se que existam cerca de 80 milhões de “birdwatchers” pelo mundo. O que representa um enorme potencial econômico, se considerarmos que os praticantes pertencem na sua grande maioria a países desenvolvidos e conseqüentemente com poder aquisitivo para viagens internacionais.

A observação de baleias (whale watching)
    É uma forma que está em franco crescimento inclusive no Brasil, bastando ver que aumentam a cada ano os pacotes especiais para este tipo de ecoturismo endereçados ao litoral de Santa Catarina e na região de Abrolhos na Bahia, onde no final do inverno e início da primavera grupos de baleias franca e jubarte respectivamente vêem procriar, dando um espetáculo impressionante e imperdível aos amantes da natureza.
       Aliás, em vários locais do mundo pratica-se o “whale watching”, calculando-se que são mais de 40 milhões de “observadores de baleias” o que tem gerado muitas divisas.

A observação de paisagens (landscape watching)
O aumento da poluição mundial e/ou o desaparecimento das áreas naturais de grande beleza cênica tornam valiosos os últimos remanescentes com estas características, já que está ficando cada vez mais difícil encontrar locais de grande beleza para ser admirado.
Daí porque está se tornando comum encontrar pessoas interessadas em visitar locais naturais “bonitos” como uma cachoeira, um vale, um rio entre outros, apenas para admira-los, pois a sensação de beleza aliada à raridade da paisagem ou cena natural são fatores atrativos, ao mesmo tempo que valorizam o local, pois os turistas acabam procurando-os, gerando fontes de renda direta ou indireta.
        Assim, com o aumento da degradação e da conscientização sensibilidade ambiental está surgindo esta nova forma de turismo, o turismo de observação de paisagens

Vantagens do turismo de observação
     O turismo de observação tem muitas vantagens, como:
- é uma atividade que se bem planejada produz o mínimo impacto possível;
- tem caráter educativo;
- pode ser praticado por pessoas de qualquer idade;
- trás renda para regiões naturais que têm pouca possibilidade de desenvolver as atividades econômicas tradicionais;
- emprega a massa rural dando oportunidade de desenvolvimento pessoal, criando ainda novas atividades profissionais como biólogos especializados, guias especializados;  e
- colabora com os princípios do desenvolvimento sustentável preconizado pela Agenda 21 etc.

Conclusão
     Portanto, o emergente turismo de observação deve merecer a atenção dos órgãos encarregados do turismo, bem como da imprensa, dos empresários, biólogos, ecólogos, naturalistas etc., principalmente em regiões ricas em áreas naturais como na maioria dos municípios do litoral brasileiro, por exemplo, pois representa uma forma de desenvolvimento turístico, sócio-econômico e ecológico muito importante e salutar para que possamos ter um meio ambiente ecologicamente e equilibrado, o que aliás é direito de todos (art.225 da Constituição Federal).

 por Antonio Silveira

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos