Informações Ornitológicas

Informações Ornitológicas

Um registro raro

 

 

 

 

Em maio de 2005, Antonio Silveira estava na região de Bonito – MS, fazendo estudos e observação da avifauna local, quando teve a oportunidade de fazer um registro raríssimo fotográfico e em vídeo da harpia (Harpia harpyja; Gavião-Real (Harpia); Harpy Eagle) em seu habitat natural, aliás, próximo a seu ninho, observações feitas na beira do Parque Nacional da Bodoquena.

Este registro é muito importante, pois demonstra que esta extraordinária águia ainda encontra habitat para sobreviver, apesar da degradação ambiental e da caça impiedosa e ilegal de que são alvos nossos animais.


Patrulheiro Solitário

Constatamos em 19.10.03 um gavião-tesoura (Elanoides forficatus) sobrevoando em círculos em pleno centro cidade de Erechim, um pouco acima dos prédios de apartamentos, de cerca de 10 andares.
O fato chama a atenção pois não é comum ver esta ave “patrulhando” áreas altamente antropizadas.
O belo contraste em branco e preto deste “patrulheiro solitário” ficou muito evidente e em destaque no céu totalmente azul da manhã, mostrando uma bela cena da natureza selvagem em plena cidade.


Invasores Verdes

No dia 05.10.03, em comemoração ao Dia da Ave, estivemos promovendo um Birding no bairro do Jardim da Saúde, em São Paulo, com uma caminhada com um grupo de 32 pessoas e entre as observações consta um casal de Brotogeris tirica utilizando a casa de João-de-barro para nidificação, agindo como verdadeiros invasores verdes.
Isto mostra que está faltando árvores para a nidificação.

 


Tive rara oportunidade de filmar um casal de Saltator fuliginosus alimentando 3 filhotes já crescidos, no Parque Nacional do Itatiaia / RJ.

Curioso é que o fato se deu no dia 03 de maio de 2003, mês em que as aves já estão praticamente encerrando sua fase de procriação.

As aves estavam a cerca de 5 metros de distância.

 


Periquito na casa alheia

“Aproveitando a ausência do joão-de-barro na casa recém contruída, um periquito invadiu a “residência”e não  mais a desocupou enquanto não chocou e criou seu filhote. Durante várias vezes o joão-de-barro investiu contra o invasor, mas não conseguiu recuperar a morada. O fato ocorreu no sítio de Alício Capel, em Porto Feliz, região de Sorocaba-SP

Enviado por nosso amigo e jornalista Alício Capel.

(Publicada também no Suplemento Agrícola do jornal Estado de São Paulo)


Tinamus solitarius (macuco): comportamento surpreendente

No dia 18.01.03, observamos (Antonio Silveira, Rafael, Marcos Migliano e Paulo) o comportamento inusitado do macuco, na Fazenda de Marcos Migliano, situada no Município de Sete Barras, Vale do Ribeira/ SP, com cerca de 600 alqueires de florestas naturais.

Andávamos sobre um pequeno riacho na floresta primária, quando deparamos com um macuco que caminhava também sobre o raso riacho em companhia de 3 filhotes. Quando nos viu, há cerca de 8 metros de distância, adentrou ao sul do bosque, do lado esquerdo do riacho, quando chegamos próximo, surpreendentemente o macuco saiu em nossa direção em posição ameaçadora, abrindo e fechando as asas, chegando a menos de 2 metros e entrou no sub bosque do lado direito do riacho, onde continuou a nos chamar a atenção, tentando desviar-nos da proximidade de seus filhotes que estavam escondidos na margem esquerda do riacho.

O fato foi comentado com moradores antigos da fazenda, que disseram que já viram esta reação espetacular do macuco. Realmente foi uma cena impressionante de defesa da prole.

Infelizmente, naquele momento não portávamos filmadoras e máquinas de fotografia por estarmos fazendo uma caminhada em lugares muito acidentados e de difícil locomoção.


Conhecendo as Aves II- Parque Estadual de Campos do Jordão- SP

 

 

 

 

No dia 6 de outubro de 2001 o Programa Ambiental: A Última Arca de Noé promoveu juntamente com a APAMAGIS – Associação Paulista de Magistrados uma caminhada e observação da avifauna no Parque Estadual do Campos do Jordão.
O passeio ornitológico que se realizou das 9 as 12 horas, propiciou a interação de pessoas das mais várias faixas etárias, quando foram observadas 50 espécies de aves.
O grupo de 40 pessoas, composto na sua grande maioria de associados da APAMAGIS, foi orientado pelo juiz e “birdwatcher” Antônio Silveira. Os participantes puderam conhecer um pouco da atividade recreativa que é o “birdwatching” ou “birding” que é praticada por milhões de pessoas no mundo.
As observações serão encaminhadas a BirdLife International, para fazer parte da contagem mundial das aves.
Esta foi mais uma das formas de conscientização ambiental utilizadas pelo Programa Ambiental: A Última Arca de Noé, fazendo parte do projeto “BIRDWATCHER POR UM DIA.
Participaram do grupo, entre outros: Ademir de C. Benedito (juiz de direito – 1º TAC), Ângela Petroni (economista), Antonio Silveira R. dos Santos (juiz de direito), Caio Petroni (estudante), Camila I. S. Carlos, Clarice Bittar (advogada), Cláudia V. B. Meriller (hoteleira), Eduardo Carlos B. Bitar (professor e advogado), Érico Gentil Leite (Juiz de Direito), Fábio Aguiar M. Soares (juiz de direito), Fabrício Gentil Leite (estudante de Direito), Fabrício (guia do parque), Fernando Ricardo Leonardi (advogado), Gianine Luiza de Souza (bioquímica), Gisele M. Santos, Leonete Maria da Silva (juíza de direito), Lígia Caron, Lisandro Gentil Leite (publicitário), Luiz (ONG- Calma), Lurdes Leonardi, Maurílio Gentil Leite (desembargador, 2ºVice-Presidente do Tribunal de Justiça-SP), Oswaldo Caron (desembargador), Paula Regina Guastelli (estudante), Paulo Miguel de Campos Petroni (juiz de direito- 2º TAC), Rafael (industrial), Rafael Petroni (estudante), Regina Paula S.M.da Rocha (advogada), Rogério A. M. Soares (advogado), Rosa Wanda B. Bittar, Sandra Semeghini Gentil Leite (artista plástica), Sebastião Bonafé Júnior, Vanda Lucia Benedito, Viviane B. Cabral (advogada).
Ao final do evento o grupo recebeu a visita do Prefeito de Campos do Jordão- SP, mostrando a importância da atividade.

Clique aqui e veja mais fotos

CONHECENDO AS AVES

No dia 7 de outubro último o Programa Ambiental: A Última Arca de Noé promoveu juntamente com o Departamento de Esportes da APAMAGIS – Associação Paulista de Magistrados uma caminhada e observação da avifauna no Parque Estadual da Cantareira –SP, Núcleo Pedra Grande.
O “passeio ornitológico” foi um sucesso, pois além de propiciar a interação de pessoas das mais varias faixas etárias, foram observadas das 9:45 às 12:30 hs quarenta e duas espécies de aves.  Foram vistos também duas famílias de Bugios (Alouatta fusca), grandes macacos ameaçados de extinção que vivem na reserva. Um outro destaque da caminhada foi a visão da cidade de São Paulo do topo da Pedra Grande, onde os “birdwatchers” puderam usufruir da oportunidade de comparar duas paisagens distintas: a floresta tropical e a poluição visual da cidade a distância, o que serviu de motivo para reflexão a todos.
O grupo formado por 29 associados da APAMAGIS foi orientado pelo juiz e “birdwatcher” Antônio Silveira e os participantes puderam conhecer um pouco da atividade recreativa que é o “birdwatching” ou “birding” que já é praticada por cerca de oitenta milhões de pessoas pelo mundo. Aliás, na oportunidade o grupo encontrou com dois “birdwatchers” norte-americanos que estavam acompanhado de um guia brasileiro, quando houve uma breve interação técnica entre os grupos.
Detalhe importante é que as observações desta caminhada serão comunicadas a BirdLife International, para fazer parte da contagem mundial das aves, patrocinada em caráter mundial pela citada entidade.
Esta foi mais uma das formas de conscientização ambiental utilizadas pelo Programa Ambiental: A Última Arca de Noé, fazendo parte do projeto “BIRDWATCHER POR UM DIA.
Participaram do grupo:

Adelino Mendes (juiz de direito),Agnes Cassavia (advogada), Álvaro Luiz V. Mirra (juiz de direito), Ângela Petroni (economista), Antonio Silveira R. dos Santos (juiz de direito), Cecilia Helena L Ferrari, Clélia Maria Ramos Schiavi, Delcia Mendes (professora), Eduardo Carlos B. Bitar (professor e advogado), Eliane Eide (professora de educação física), Ellen Cristina de Almeida ( professora), Fernando Ricardo Leonardi (advogado), Gianine Luiza de Souza (bioquímica), Irene Bueno da Silveira (professora), Luiz Toloza Neto (juiz de direito),Maria Amélia Toloza (advogada), Maria Aparecida F. Almeida (professora), Maria Eunice P.P. Manente (professora), Marilena Oliveira (funcionária federal), Maurílio Gentil Leite (desembargador, 2ºVice-Presidente do Tribunal de Justiça-SP), Murillo Falcão de Almeida (estudante),Paula Regina Guastelli (estudante), Paulo Miguel de Campos Petroni (juiz de direito- 2º TAC), Plínio Novaes de A. Junior (juiz de direito), Regina Mendonça (advogada), Regina Paula S.M.da Rocha (advogada),Sandra Gentil Leite (artista plástica), Silvia Maria M. Novaes Andrade (juíza de direito) e Windor Roberto do Santos (juiz de direito- 1ºTAC).
.

ESPÉCIE RARA É OBSERVADA NA PEDRA DA MINA (SP)


No último dia 9 de junho de 2000 foi observada e registrada no ponto mais alto da Pedra da Mina, ou seja, a 2.796 metros de altitude, na divisa dos  Estados de São Paulo e Minas Gerais, a presença de Oreophylax moreirae (Itatiaia Spinetail, Chorona), ave conhecida como endêmica nas serras do Caparaó ( Minas Gerais e Espírito Santo) dos Órgãos, Itatiaia e no alto do Parque Estadual do Desengano, Rio de Janeiro conforme Helmut Sick, Ornitologia Brasileira. Ed. Nova Fronteira, 1997.
Este registro é importante, porque talvez seja a primeira constatação publicada  desta espécie nesta altitude e no Estado de São Paulo. Com certeza a primeira observação no local. Aliás, foram vistas duas aves juntas, o que leva a crer tratar-se de um casal.
A constatação foi feita por Antônio Silveira R. dos Santos, juiz de direito, ornitólogo amador, associado ao CEO- Centro de Estudos Ornitológicos e criador do Programa Ambiental: A Última Arca de Noé   (www.aultimaarcadenoe.com) que organizou a expedição ao local em parceria com o site Guia Verde (www.guiaverde.com.br), Vaticano Táxi Aéreo  e o pesquisador Lorenzo Giuliano Bagini, o qual fez a recente medição da Pedra da Mina, colocando-a  como o ponto mais alto do Estado de São Paulo e o 4º do Brasil.
O filme com o registro da observação está arquivado no acervo do Programa Ambiental: A Última Arca de Noé.

Para ver as legendas mantenha o cursor em cima das fotos

Fotos ilustrativas da expedição à Pedra da Mina no dia 9 de junho de 2000

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos

Warning: implode() [function.implode]: Invalid arguments passed in /home/storage/5/7c/30/aultimaarcadenoe/public_html/wp-content/plugins/wp-dynamic-meta-keyword-and-description-for-wordpress/wp-dynamic-meta-keyword-description.php on line 21