Emergente Turismo de Observação

 

 

 

 

O turismo é considerado por vários órgãos de pesquisa como um dos ramos de atividade que mais cresce no mundo, calculando-se que mais de 180 milhões de pessoas vivem direta ou indiretamente desta atividade, movimentando em todo o mundo trilhões de dólares anualmente. E em vista de atrair interessados em várias áreas distintas, o turismo acabou dividindo-se em segmentos como: turismo cultural, turismo religioso, turismo esportivo, turismo infantil, turismo da terceira idade, turismo gastronômico, turismo rural e o turismo ecológico ou ecoturismo.
Esta ultima modalidade tornou-se uma das que mais vem se desenvolvendo nos últimos anos, principalmente em países chamados emergente como o Brasil, por possuírem ainda muitas áreas naturais. O ecoturismo subdivide-se em várias modalidades, mas dentre elas, o turismo de observação merece destaque por ser uma das formas emergentes atuais que mais tem chamado a atenção dos naturalistas e ecologistas, pois sua prática envolve muitos fatores importantes para a preservação e estudos da ecologia. Pois vejamos.
O turismo de observação é o segmento do ecoturismo onde o ecoturista vai para alguma área natural e passa a observar sua beleza, contemplando-a, ou especificamente algum ou alguns de seus elementos como as aves os mamíferos, como por exemplo as baleias. Esta forma de ecoturismo praticamente originou-se do chamado “safári fotográfico”, o qual iniciou-se por volta dos anos sessenta e é ainda muito comum, notadamente no continente africano onde a mastofauna permite melhores registros fotográficos. Todavia um dos fatores principais que propicia o desenvolvimento do turismo de observação, sem sombra de dúvidas é o aumento da conscientização ecológica com a conseqüente preservação de áreas naturais, propiciando campo e oportunidades para este tipo de atividade.
As formas que mais vêm emergindo são a observação de aves (birdwatching ou birding), a observação de baleias e golfinhos (whale watching) e a observação de paisagens. Todas são meios muito interessantes de lazer e entretenimento. A observação de aves é mais antiga e mais difundida, sendo muito desenvolvida nos EUA, Inglaterra, Alemanha, Espanha e Japão, calculando-se que existam cerca de 80 milhões de “birdwatchers” pelo mundo. O que representa um enorme potencial econômico, se considerarmos que os praticantes pertencem na sua grande maioria a países desenvolvidos e conseqüentemente com poder aquisitivo para viagens internacionais.

Já a observação de baleias é uma forma que está em franco crescimento inclusive no Brasil, bastando ver que aumentam a cada ano os pacotes especiais para este tipo de ecoturismo endereçados ao litoral de Santa Catarina e na região de Abrolhos na Bahia, onde no final do inverno e início da primavera grupos de baleias franca e jubarte respectivamente vêem procriar, dando um espetáculo impressionante e imperdível aos amantes da natureza. Aliás, em vários locais do mundo pratica-se o “whale watching”, calculando-se que são mais de 40 milhões de “observadores de baleias” o que tem gerado muitas divisas. Por sua vez, a observação de paisagens está surgindo com o aumento da sensibilidade ambiental e o aumento da degradação, o que tem tornado escassos os locais de beleza cênica natural.
O turismo de observação traz muitas vantagens (vide exemplos relacionados no item seguinte).
Portanto, o emergente turismo de observação deve merecer a atenção dos órgãos encarregados do turismo, bem como da imprensa, dos empresários, biólogos, ecólogos, naturalistas etc., principalmente em regiões ricas em áreas naturais, pois representa uma forma de desenvolvimento turístico, sócio-econômico e ecológico muito importante e salutar para que possamos ter um meio ambiente ecologicamente e equilibrado, o que aliás é direito de todos (art.225 da Constituição Federal).

Vantagens do ecoturismo de observação:
– Mínimo impacto ambiental
– Caráter educativo
– Não há limitação de faixa etária
– Proporciona renda para locais remotos ou de pouca atividade comercial tradicional
– Emprega a massa rural dando oportunidade de desenvolvimento pessoal
– Incentiva a indústria hoteleira e turística
– Dá emprego a novas atividades como guias, ecólogos, educadores etc
– Colabora com os princípios do desenvolvimento sustentável preconizado pela Agenda 21

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos

Warning: implode() [function.implode]: Invalid arguments passed in /home/storage/5/7c/30/aultimaarcadenoe/public_html/wp-content/plugins/wp-dynamic-meta-keyword-and-description-for-wordpress/wp-dynamic-meta-keyword-description.php on line 21