BIOACÚSTICA

Introdução
A Bioacústica é uma atividade interdisciplinar que tem aplicação nos estudos do comportamento animal, no monitoramento das espécies principalmente ameaçadas de extinção, no auxílio da identificação de espécies e nos levantamentos de espécies em determinado local, podendo ainda ser um valoroso instrumento de educação ambiental.
A aplicação efetiva da Bioacústica só foi possível em bom nível com o desenvolvimento tecnológico, pois esta ciência exige a utilização de sofisticados aparelhos gravadores de sons, microfones e programas de computadores  de boa qualidade e isto só veio a acontecer há algumas décadas.
Os estudos de Biocústica têm sido desenvolvidos em várias classes de animais como nas aves, anfíbios anuros (sapos, rãs e pererecas), mamíferos, insetos e répteis. De fato, mediante a captação dos sons dos morcegos e ratos  pode-se saber de sua ocorrência em um local, já que vivem normalmente na escuridão, método chamado de ecolocalização. Assim também ocorre com os cetáceos que tem na Bioacústica uma importantíssima forma de identificação e compreensão de sua complexa comunicação. Utilizando infrasons pode-se estudar também os crocodilianos.
Quanto as aves, por sua variada forma de vocalizar, a Bioacústica é fundamental para o conhecimento de sua grande gama de atividades, comportamento e comunicação.
Já a representação gráfica do som ou sonograma,é um poderoso instrumento de identificação de espécies, pois mostra as sutis diferenças entre os sons das espécies que têm sons semelhantes aos ouvidos.
Inclusive mediante o estudo das manifestações sonoras dos animais é possível identificar novas espécies e comparar padrões de voz entre elas, sendo portanto a Bioacústica um imprescindível auxilio nos estudos em vários ramos das ciências naturais.

Equipamentos
Os equipamentos para os estudos de Bioacústica podem ser divididos, grosso modo, em: gravadores, microfones e programas de computador de edição de som
gravadores: entre os gravadores temos os de fita cassetes (Sony TC5.000, Marantz PMP), de rolo (Nagara e Uhar), DAT (digital), Mini-disc (digital) como os Sony MZ-R50 que gravam com qualidade de CD.
- microfones: já entre os microfones temos os famosos Sennheisers (ME67, com K8). Também os similares da Áudio-Tecnica como o  AT815. São todos potentes microfones direcionais capazes de captar sons a razoáveis distâncias facilitando o trabalho no campo. Há ainda as parábolas que são muito utilizadas pois captam perfeitamente os sons.
programas de computador de edição: o programa Canary é um dos mais utilizados, porém há outros menos sofisticados que vem nos programas originais que servem para trabalhar o som de modo muito satisfativo.

Dicas para boas gravações na natureza
Primeiramente é importante estar munido dos aparelhos adequados para o trabalho que se vai realizar. Se for a gravação de vocalização de aves é essencial que se utilize microfones direcionais. Para gravar voz de baleias e golfinhos usa-se um hydrofone.
Munidos do equipamento certo, devemos partir para a captação dos sons que se pretende, tomando sempre o cuidado para que barulhos indesejados possam interferir no trabalho, bem como devemos nos locomover com o muito cuidado para não espantar o animal. Isto implica na maioria das vezes ficarmos parados ou andarmos em silêncio e com roupas de cores aproximadas as do ambiente, tons de verde quando estivermos na floresta e cáqui quando estivermos gravando no campo. Lembre-se que a maioria das aves e muitos mamíferos possuem visão aguçada.
Com as gravações o segundo passo é utiliza-las nos estudos propostos, colocando-as em forma de sonograma, arquivando-as de forma fácil de localizá-las. Nos arquivos devem constar o nome do animal, o local, a data, o autor da gravação, o número do arquivo e o formato do gravador. Ex Hyla faber, PN Itatiaia-RJ,10-99,AS,456,D .
Os arquivos podem ser de vários minutos, mas deve-se fazer uma variação com poucos segundos e com baixa resolução, pois para enviar um arquivo por e-mail ele não deve ter mais do que 300 K, para não ficar pesado. Além disso, em sendo pequeno poderá ser incluído em sites.
Recomendamos que os arquivos sejam cadastrados de forma a possibilitar um fácil manuseio. Para isso é importante criar arquivos de Classes de animais, por família etc. É interessante também fazer um arquivo por ordem alfabética, o que facilitará encontrar rapidamente uma espécie.

Conclusão
Assim, a Biocústica é uma ciência que vem se desenvolvendo muito e tem trazido auxiliado em inúmeros esclarecimentos quando a comunicação, comportamento e identificação de muitos animais. Além disso, mediante a sua divulgação e popularização é possível conscientizar as pessoas da necessidade de preservação ambiental, pois com o maior conhecimento dos animais é possível desenvolver programas efetivos de educação ambiental.
Dessa forma, a Bioacústica além de ser uma ciência seus resultados podem e devem ser usados no processo importantíssimo educacional ambiental. por Antonio Silveira

Laboratórios/ Arquivos de Bioacústica

Informação

Recebemos de Jacques Vielliard o livro “Anais da Academia Brasileira de Ciências”, referente ao XIX  Congresso Internacional de Bioacústica, ocorrido pela primeira vez no Brasil, em agosto de 2003. A presente obra traz os resultados do citado congresso, de grande importância científica. A versão on line pode ser acessada em: www.scielo.br/aabc

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos