Meio Ambiente Espacial

Introdução

Em vista da crescente conscientização das questões ambientais, o meio ambiente acabou sendo dividido em : meio ambiente físico, meio ambiente natural, meio ambiente cultural e meio ambiente do trabalho.

E o meio ambiente fora da Terra, ou seja o ambiente estelar? Pode ser objeto de classificação neste sentido?

A resposta é afirmativa, pois o ambiente extraterrestre ou espacial tem relação direta com o ambiente dos corpos celestes como os planetas, pois o desequilíbrio do ambiente espacial trará conseqüências desastrosas à vida na Terra.

Evidentemente as forças que regem os astros estão fora de controle do ser humano, mas em se tratando de ambiente espacial próximo a Terra, o ser humano pode ter responsabilidade por alguns danos, já que com o aumento da exploração espacial já há muito “lixo espacial” girando ao redor do nosso planeta, colocando em risco nossas cidades e mesmos áreas rurais e naturais, pois a queda de um destes artefatos pode causar danos as nossas cidades e/ou as pessoas ou animais que entrem em contato com eles em vista da radioatividade que pode existir em alguns casos. Inclusive já está havendo preocupação da NASA e do Escritório da ONU para Assuntos do Espaço Exterior com os detritos espaciais, mais exatamente o lixo espacial, que pode colocar em risco as naves e satélites artificiais, devido a possíveis colisões.

Na verdade já está havendo uma crescente preocupação com a forma com que estamos explorando o espaço, percebendo que o lixo que deixamos em nossas explorações pode vir a ser perigoso.

Dessa forma, entendemos que a questão do ambiente espacial deve começar a ser pensado, como um problema ambiental.

Assim, o  conceito de meio ambiente espacial, sua importância e necessidade de preservá-lo, já é uma questão presente e de importância, merecedora de atenção dos países, principalmente aqueles que têm investido e o explorado.

Exploração espacial

 As explorações espaciais já remontam algumas décadas e se iniciaram com o envio das sondas espaciais, que não eram tripuladas, posteriormente surgiram as estações espaciais.

As sondas eram enviadas por foguetes que acabavam deixando muito lixo espacial, já que apenas alguns pedaços das naves eram recuperadas. Depois surgiram os vôos tripulados.

  Sondas espaciais: naves não tripuladas que têm como objetivo fazer estudos e experimentações científicas, sendo que a grande maioria delas acaba não voltando à terra, perdendo-se no espaço após cumprir sua missão.

 Satélites artificiais: são artefatos espaciais de grande tecnologia utilizados para comunicação, previsões climáticas, entre outros.Ficam girando ao redor da Terra ou são estacionários a grande altura. Muitos podem ser vistos sem auxílio de telescópios, principalmente a noite, quando passam brilhando como uma estrela.

Estações espaciais: são enormes naves espaciais que ficam permanentemente no espaço e são utilizadas por astronautas que são enviados a elas pelos ônibus espaciais. São grandes laboratórios de pesquisa científica, pois coletam inúmeras informações e remetem à base na terra.

A estação espacial Skilab, a primeira lançada pelos EUA, ficando seis anos em órbita e a estação espacial russa Mir, ficou 15 anos.

Ônibus espaciais: veículo espacial que tem como finalidade transportar astronautas e equipamentos científicos para viagens espaciais, bem como para levar e trazer astronautas às estações espaciais. Estes veículos diferem dos demais, pois ao voltar à terra aterrizam da mesma forma que um avião, sendo assim reutilizados para novas viagens, podendo chegar ao total de 100 viagens.

Tratados e Convenções principais

– “Tratado do espaço cósmico” adotado pela ONU em 19.12.66, que entrou em vigor em 10.10.67, foi aprovado pelo Brasil pelo Dec.Leg. 41, de 02.10.68 e promulgado pelo Dec.64.362, de 17.04.69 (DO,22.4.69);

Convenção sobre responsabilidade Internacional por Danos Causados por Objetos Espaciais, de 20.3.72, que estabelece a responsabilidade objetiva em casos de danos por acidentes no espaço. Isto está criado campo para o surgimento de um novo ramo.

Curiosidades sobre o tema

– Em 1961, o russo Yuri Gagarin foi o primeiro homem a ser lançado em órbita da Terra.

– Em 20.7.69, a nave Apollo-11 chega a lua e Neil Armstrong e Edwin Aldrin descem  e caminham na superfície da Lua, em uma das maiores conquistas da humanidade. Os fatos foram televisionados para quase todos os países do mundo.

– Desde 1998 está sendo construída a Estação Espacial Internacional (ISS), que está prevista para 2006, projeto desenvolvido por 16 países.

– Sondas espaciais estão a caminho e/ou visitando alguns planetas de nosso sistema solar, fornecendo imensuráveis informações.

– 2.003: A sonda espacial WMA- Wikinson Microwar Anisotropy Probe, que está em órbita a um milhão e meio de quilômetros da Terra e que tem como missão mapear o Universo, obteve fotos que mostram ter o Universo cerca de 13.700 milhões de anos.

Principais acidentes com naves espaciais:

– 1967 : a nave Apollo-1 pega fogo. Morrem os três astronautas;

– 1967: a nave espacial Soyuz-1, ao voltar a terra os para-quedas não funcionam. Morre seu único astronauta.

– 1970: devido a explosão em um tanque de combustível a nave Apollo-13, teve que voltar à terra. Os astronautas voltam ilesos.

– 1986: Morrem os sete tripulantes da nave espacial Challenger que explodiu pouco depois de seu lançamento.

– 2003: o ônibus espacial Columbia explodiu quando voltava para a terra, matando seus tripulantes.

por Antonio Silveira

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos

Notice: Undefined variable: display in /home/storage/5/7c/30/aultimaarcadenoe/public_html/wp-content/plugins/multi-column-tag-map/mctagmap.php on line 136

Notice: Undefined index: wpBannerizeStyleDefault in /home/storage/5/7c/30/aultimaarcadenoe/public_html/wp-content/plugins/wp-bannerize/Classes/wpBannerizeFrontend.php on line 43