Biogeografia

O que é?

Biogeografia é o ramo das ciências biológicas que estuda a distribuição dos seres vivos (animais e plantas) na superfície terrestre (continentes e oceanos) e, também, as causas dessa distribuição no espaço e no tempo.

Divisões

A Biogeografia divide-se em:

- biogeografia ecológica que estuda os fatores ambientais que determinam a distribuição dos organismos;

- biogeografia histórica que estuda, com base em fatores históricos, a distribuição espacial e temporal dos seres vivos.

Levando-se em conta, ainda, a divisão dos seres vivos, a biogeografia divide-se em

- Fitogeografia: quando trata da distribuição das plantas;

- Zoogeografia: quando estuda a distribuição dos animais;

Em ambas há a subdivisão em :

- terrestre quando estudam o ambiente terrestre:e

- marinha: quando tratam das plantas ou animais marinhos.

Componente histórico-temporal

Segundo o Prof. Dr. Gustavo Augusto S. de Melo, do Museu de Zoologia Universidade de São Paulo, a Biogeografia não pode se resumir ao estudo atual da distribuição das espécies. Tem que proceder historicamente. Tem sempre que existir um componente histórico, já que tem que explicar como era a distribuição no passado geológico, e de que modo as espécies estudadas alcançaram a distribuição atual.
Exemplificando, o citado professor informa que na Zoogeografia marinha, sua especialidade, que estuda a distribuição dos animais nos mares e oceanos e as causas dessa distribuição no espaço e no tempo, quais seriam os espaços e o que significaria o tempo?

Espaço : todas as chamadas regiões marinhas, como por exemplo, praias, entremarés, plataforma continental, zona abissal, etc.

Tempo: sucessão de eventos geológicos, como por exemplo, o levantamento do ístmo do Panamá, no fim do Plioceno ou início do Pleistoceno, fechando a ligação entre os Oceanos Atlântico e Pacífico, separando essas duas faunas, que até então formavam uma única fauna. Essa separação, com o decorrer do tempo geológico (milhões de anos), fez com que essas duas faunas (Atlântica e Pacífica) fossem adquirindo características próprias, isto é, foram ficando progressivamente menos homogêneas, já que um dos principais fatores que influi na diferenciação de espécies, gêneros, famílias, ou mesmo faunas, é o seu isolamento.

Diz, ainda, que o exemplo acima é apenas um dos inúmeros aspectos abordados pela Zoogeografia Marinha. Entre esses estudos pode-se citar: noções sobre mares e oceanos, diversidade no mar, composição da fauna marinha, barreiras ou limites biogeográficos, ecologia e evolução no mar, origem da fauna marinha, importância da temperatura na distribuição dos animais,
províncias bióticas, padrões distribucionais, e inúmeros outros assuntos.

Também segundo Helmut Troppmair, na biogeografia o componente espacial sempre está presente.

Ecorregiões

Na Biogeografia terrestre há uma divisão onde são adotados unidades chamadas Ecorregiões, para melhor definições e estudos dos ecosssitemas:

Atualmente há 869 ecorregiões distribuidas em 14 ambientes terrestres em todo o globo, sendo que no Brasil há 78 áreas assim classificadas (segundo a WWF e o Ibama)

A classificação em ecorregiões ajuda nos projetos de estudos e gerenciamento ambiental, pois agrupa determinadas áreas com características semelhantes, facilitando os estudos da fauna e flora locais.

Conclusão

Vemos portanto que a Biogeografia é uma importantíssima ciência que trata do estudo da vida na terra, dividindo-a em regiões, observando o tempo e o espaço, sendo uma complexa ciência que pode dar imensuráveis contribuição para o estudo do ambiente global e conseqüentemente colaborar para os programas e projetos de preservação do  meio ambiente, assim como dar subsídios ao crescente Direito Ambiental, daí porque entendemos necessário uma página sobre o tema em nosso site. por Antonio Silveira

Bibliografia básica:

- BRIGGS,J.C. 1966. Zoogeography and evolution. Evolution,20(3): 282-289.

- BRIGGS,J.C. 1974. Marine Zoogeography. New York, McGraw Hill. 475p.

- DARLINGTON, P.J. 1957. Zoogeography: the geographical distribution of animals.New York, John Wiley (ed.). 675p.

- EKMAN, S. 1953. Zoogeography of the sea. London, Sidgwick and Jackson (ed.). 417p.

- MELO, G.A.S. 1985. Taxonomia e padrões distribucionais e ecológicos dos Brachyura (Crustacea: Decapoda) do litoral sudeste do Brasil.Instituto de Biociências Univ. São Paulo. 291p [Tese de Doutorado].

- TROPPMAIR, H. 1987. Biogeografia e Meio Ambiente. Edição própria. Rio Claro.São Paulo

- WOODRING, W.P. 1966. The Panama landbridge as a sea barrier.Proc. Amer. Phil.Soc., 110 (6): 425-433.

—————

Colaborou nesta página: o Prof. Dr. Gustavo Augusto S. de Melo, do Museu de Zoologia Universidade de São Paulo (com a definição, e informações sobre Biogeografia Marinha).

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos