Registro documentado de Aramides mangle para Ilha de Comandatuba-Una,BA,Brasil


Antonio Silveira R. dos Santos (
Programa Ambiental: A Última Arca de Noé, www.aultimaarcadenoe.com.br)

Maurício Arantes de Oliveira (Biólogo Instituto Ecotuba, oliveiraarantes@gmail.com)

 

Abstract. The authors present records of Aramides mangle, or  Little Wood-Rail in Comandatuba Island, Una, Bahia,Brazil, 14.10.2011. Perhaps the first image and song records of this bird in this region.

 

A saracura-do-mangue ou saracura-da-praia (Aramides mangle), em inglês Little Wood-Rail, é ave da família RALLIDAE (CBRO,2011), endêmica * do Brasil, que se distribui no Brasil este meridional, de Belém e Maranhão, Ceará, Pernambuco, Alagoas e sul da Bahia ao Rio de Janeiro, litoral de São Paulo e Paraná (Sick,1997; Taylor,1998).

Como quase todas as saracuras, Aramides mangle é pouco vista, pois vive entre os emaranhados da vegetação dos manguezais, notadamente do mangue vermelho (Rhyzophora mangle), que apresenta raízes aéreas que acabam dificultando a sua visualização.

Para dificultar, ainda mais, sua observação há pouquíssimos registros documentados de sua voz, o que torna esta espécie uma das menos conhecidas, tanto de biólogos quanto de birdwatchers. Outra dificuldade é seu tamanho (32cm), o que dificulta sua visualização à distância no seu ambiente de ramas, raízes e sombras dos manguezais, habitats  preferências da espécie, daí inclusive seu nome.

Em decorrência de estudos e levantamentos de aves realizados na Ilha de Comandatuba, município de Una, no Estado da Bahia, Brasil, desde fevereiro de 2004 (Santos, 2011), os autores têm registrado para a região, conjuntamente, Aramides cajanea, entretanto, há alguns anos procuravam registros de Aramides mangle, inclusive em visitas anteriores foi tentado playback com gravações que se supunham da espécie, mas sem sucesso. Na lista do levantamento há referência de observação por um dos autores (MO), mas até então não suficientemente confirmada.

Nos dias 10, 13, 14 e 15 de outubro de 2011, na parte da manhã entre 6:30 e 9:30hs, no manguezal da Ilha de Comandatuba, onde fica a “Passarela do manguezal” do Hotel Transamérica (15º21’15.12”S/38º58’58.92”O) foram observados vários indivíduos de Aramides mangle, o que foi filmado e fotografado por um deles (AS). Vide relação dia-observação ao final.

O local é especial para observação do mangue e de sua fauna, porque há uma passarela elevada de madeira com cerca de 80 metros de extensão, que serve de acesso aos funcionários do hotel até o canal e a balsa, para ir e voltar do continente (foto1). Esta passarela é utilizada por um dos autores (MO), biólogo do Instituto Ecotuba e prestador de serviços do hotel, para realizar atividades de educação ambiental com hóspedes, escolas e comunidades da região.

Nos últimos meses Jair, um dos funcionários do citado hotel, enquanto esperava a balsa, jogava, de vez em quando, migalhas de pão no mangue para ver os peixes e caranguejos, quando algumas saracuras começaram aparecer para comê-las, o que chamou a atenção de um dos Autores (MO), que achou que era Aramides mangle e não Aramides cajanea, esta comum na região.

Com a chegada do outro autor (AS), ambos foram ver melhor e puderam constatar que se tratava mesmo de Aramides mangle, pois eram menores que as saracuras-três-potes, com a base do bico vermelho, barriga e peito castanho e papo branco (fotos 2 a 6). Assim, ante a facilidade de observação, a aproximação e grande tempo de exposição, constataram que tinham ali, na sua frente, a mais enigmática, furtiva e desconhecida espécie de saracura.

No dia 14/10/2011, em especial, foram feitas as melhores observações, fotos e filmagens onde foram vistos, inclusive, oito indivíduos juntos, atraídos pela comida. Outros indivíduos foram observados mais distantes no mesmo manguezal. O referido funcionário disse que já viu doze indivíduos juntos, atraídos pelas migalhas de pão.

No mesmo dia, um dos autores (AS), fez o playback com a vocalização de Ciro Albano, gravada em Floresta-PE (www.xeno-canto.org -nº XC38856), mas as Aramides mangle não respondiam, e inclusive pareciam ignorar a vocalização passada. Entretanto, para surpresa, um dos indivíduos parou, tomou uma posição mais ereta e começou a vocalizar, o que foi gravado com um mini-gravador digital Sony (foto7). Neste dia só estava um dos autores (AS), em companhia de Victor Chahin, hóspede do hotel, fotógrafo da natureza e iniciante em birding. A vocalização é idêntica a do playback, mas com um só indivíduo. Neste dia foram ouvidas mais duas vocalizações curtas próximas à região de observação. Voz e vídeo estão disponíveis na internet (Programa Ambiental: A Última Arca de Noé, 2011).

Os autores crêem que há pouca vocalização por não ser, ainda, o período pleno reprodutivo, aliado a suspeita de que esta espécie vocaliza pouco.

Um dos autores (MO) tem orientado os funcionários do hotel a não jogarem mais comida para as saracuras, evitando assim possíveis danos à saúde dos animais, dependência alimentar e captura ilegal com uso de armadilhas.

Apesar da sua relativa grande área de distribuição no litoral do Brasil, parece que Aramides mangles não tinha sido ainda registrada documentalmente (por fotos, vídeos e gravação de sua voz) nos manguezais do município de Una, na Bahia, e em especial na Ilha de Comandatuba, daí resolvermos divulgar nosso registro nessa singela nota.

——————-

Agradecimentos.

Agradecemos a Victor Chahin pela agradável companhia nas observações, bem como pela foto que ilustra esta nota, e à Thomas Humpert, diretor  do Hotel Transamérica, pela atenção e facilitação das observações na região.

Observações:

Dia 10/10/2011- Antonio Silveira; dias 13 e 14/10/2011 Antonio Silveira acompanhado de Victor Chahin; dia 15/10/2011 Antonio Silveira, Maurício Oliveira acompanhados de Victor Chahin. Todos os dias na parte da manhã 6:30 e 9:30hs, no manguezal da Ilha de Comandatuba, onde fica a “passarela do mangue” do Hotel Transamérica (coordenadas 15º21’15.12”S/38º58’58.92”O)

Referências bibliográficas

CBRO- Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos. 2011. Listas das aves do Brasil. 10ª Edição. Disponível em <http://www.cbro.org.br>. Acessado em 17/10/2011.

PROGRAMA AMBIENTAL: A ÚLTIMA ARCA DE NOÉ. 2011. Sons da Natureza e Fauna do Brasil vídeos, disponíveis em <www.aultimaarcadenoe.com.br> Acessado em 17/10/2011.

SANTOS, A. S .R. 2011. Lista preliminar e cumulativa da avifauna da Ilha de Comandatuba, Una, Bahia, Brasil. Disponível http://www.aultimaarcadenoe.com.br/ilha-de-comandatuba-una/. Acessado em 17/10/2011.

SICK, H. 1997. Ornitologia brasileira. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira.

TAYLOR,B. 1998. Rails. A guide to the rails, crokes, gallinules and coots of the world. Yale University Press. London.

————–

Fotos referidas

foto1 (AS) passare la no mangue



foto2 (AS)                                                                                      foto3 (AS)

foto4 (AS)                                                                                  foto5 (AS)

foto7- (AS) individuo que vocalizou

foto6 (Victor Chahin, em colaboração)

————–

Publicado em PDF 17/10/2011,as 23hs. Re-publicado com correção de texto em 18/10/2011,as 5hs

(página publicada em 23/10/2011 e republicada em 08/11/2011, com a obs abaixo)

obs: specie no more endemic of Brazil -“Little Wood Rail Aramides mangle, a Brazilian endemic,found in French Guiana. by Johan Ingels, Maxime Dechelle & Rasmus Bøgh, Bull. B.O.C. 2011 131(3)131(3) (colaboration JF Pacheco)

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos