Beija-flores: como atraí-los

Os beija-flores são talvez as aves que mais atraem as pessoas, certamente pelo seu tamanho diminuto, a beleza reluzente de sua plumagens (na maioria das espécies) e sua velocidade e agilidade.
Além disso, estas avezinhas vivem praticamente em todos os lugares por onde se distribuem, sendo encontradas inclusive nas cidades e próximos de residências.

Assim, as pessoas procuram atraí-los para vê-los melhor.
Para trazê-los e mantê-los próximos de nós há duas formas principais:
- plantando árvores que dêem flores, principalmente vermelhas como: suinã (Erythrina speciosa),  esponjinha (Calliandra spp), malvavisco (Malvaviscus arboreus) e ingás (Inga spp). Outras de flores brancas como eucalíptos (Eucalyptus spp) e laranjeiras (Citru spp).

- colocando bebedouros como garrafinhas de água com açúcar.
Dessa forma, jardins bem floridos são um grande atrativo para estas aves que procuram o néctar das flores.
Já os bebedouros feitos de garrafas plásticas ou vidro com um orifício onde a água com açúcar sai, devem ser extremamente limpas e lavadas diariamente, porque a sujeira acumulada propicia o desenvolvimento de fungos que acabam matando os pássaros.
Se no local houver muitos beija-flores visitando-as, é melhor colocar várias garrafas, pois eles são muito territorialistas e muitas vezes chegam a brigar de tal foram que um ou outro acaba morrendo pelos ferimentos recebidos.
Deve-se colocar no bebedouro cerca de 20% de açúcar e o restante com água, de preferência filtrada ou clorada.
Observação importante : se você passa alguns dias em sua casa de campo ou sítio, retire os bebedouros quando for embora, para que não se tornem um perigo às avezinhas, já que abandonados por alguns dias a água fermentará e com restos de insetos apodrecidos, tornar-se-ão  verdadeiros potes de veneno. (por Antonio Silveira)

Algumas plantas que atraem os Beija-Flores

– Flores Vermelhas

  • Grevilea- ana – Grevillea banksii
  • Chapéu-chinês-vermelho – Holmskioldia sanguinea (Himalaia)
  • Russélia- Russelia equisetiformes (México)
  • Clerodendro-vermelho – Clerodendrum splendeno
  • Árvore-orquídea – Bankinia blakeana (China)
  • Caliandra- Calliandra sp (Brasil)
  • Sangue-de-adão - Salvia splendeno
  • Lanterninha-japonesa – Almtibon megapotamicum (Brasil)
  • Hibisa- Malvaviscus caborem (México)
  • Mussaenda-vermelha - Mussaenda erythrophylla (Zaire)
  • Grevilla-ana – Grevillea bankii (Austrália)
  • Casticeria – Erytrina crista-galli (Brasil)
  • Braunea-laranja – Bromnea macrophylla (Colômbia e Panamá)
  • Bombasa – Bombasa ceiba (Índia)
  • Clerodendro-vermelho – Clorodendrum splendens (África)
  • Escova-de-macaco – Cumbeum coccineum (Madagascar)
  • Suinã-do-litoral - Tarythina speciosa (Brasil/Mata Atlântica)

– Flores amarelas

  • Diadema – Stifftia chrysantha
  • Afelandra-amarela – Aphelandra squanosa (Brasil)

– Flores brancas

  • Agapanto - Agapanthus africanus (África do Sul)
  • Madressilva – Lonicira japonica

——————————-

Antonio Silveira: última atualização inserção da primeira foto do texto: 15-6-2014.

Temas Gerais

Temas Gerais Variados

Biblioteca

  • Atividades
  • Expediente
  • Mais de 20 anos de existência
  • Parceria / Apoio
  • Registros por espécie/Records by species
  • Sons da Natureza/Sounds of Nature
  • Videos